Procure Edições Antigas

domingo, 5 de junho de 2011

O Mundo anda tão complicado...

"A violência é tão fascinante
E nossas vidas são tão normais
E você passa de noite e sempre vê
Apartamentos acesos
Tudo parece ser tão real
Mas você viu esse filme também
"
(Baader-meinhof Blues - Lergião Urbana)

E eu que achava que as coisas tendiam a melhorar. Eu que achava que as coisas tendiam a caminhar para frente. Que a era das práticas tradicionalistas, preconceituosas, atrazadas, retrógadas e, ouso dizer, desumanas estavam com os dias contados. Que os tempos estavam mudando, que o ódio residia no coração de poucos, que determinadas instituições (nem preciso citar que isntituições) finalmente estavam vendo quanta contradição existe entre aquilo que elas pregam e aquilo que elas praticam. Que fanatismo era apenas a insensatez de alguns loucos. Que as pessoas paravam para pensar e refletir sobre aquilo que elas ouviam dos outros e não engoliam verdades prontas assim do nada... Pelo que tenho visto nos ultimos dias, tudo isso que eu pensava era apenas uma grande ilusão.

Eu não sei se eu sou o único, mas eu vejo uma contradição extrema em os cristãos serem contra o PL122. Por um lado, eles forçam uma barra vivem tentando arrumar "argumentos" baseados na Bíblia para legitimar a homossexualidade como algo tão criminoso quanto tirar a vida de um ser humano. Por outro lado, pensem comigo, não seria contradição uma "ideologia" cujo principal sustentáculo deveria ser é o "amor ao próximo" incentivar a prática do ódio em todos as suas facetas (desde a humilhação e constrangimento até a violencia física e assassinato)? Como que podemos explicar isso, ir de encontro à própria base, para preservar as frágeis periferias (que, diga-se de passagem, são totalmente passíveis de reinterpretação)? Só existe uma explicação para isso: os atuais cristãos não estão preocupados em "ir para o céu" ou "fazer a vontade do Nossso Senhor Jesus Cristo". A questão central de todo esse caos que tem se instaurado nesse País só possui uma finalidase, clara e precisa: sustentar os  velhos preconceitos que nos assombram desde sempre.


Marcha em Brasília reune cerca de 80 mil soldados do exército de Deus para salvar a alma de pecadores profanos, evitando a criminalização da homobia: “Em Favor da Paz, Contra a PLC 122, Em favor da destruição da Família e Liberdade  de violentar, assassinar e humilher homossexuais Expressão.”

Há quem diga que houve melhoras. Eu sou muito jovem, não tenho como ter a noção do quanto a situação mudou de lá pra cá. De fato, deve ter mudado bastante. Mas, como que em resposta à todo o progresso que obtivemos até hoje (o turismo é um ótimo negócio, não acham?), parece que uma onda de resistência dos "cavaleiros do Senhor" ou "exército de Deus" tem tomado uma forma tão aterrorizante quanto a do tsunami que devastou o japão no inicio do ano, e me parece que esse tsunami já chegou à Brasília. Não vou discutir nada a respeito da reitrada dos kits antihomofobia aprovados pelo MEC, essa é uma questão meio complicada pra mim. Mas o medo é que essa onda destrua definitivamente as nossas ultimas esperanças de ter acesso ao direito universal de ir e vir, que destrua nossas possibilidades de poder, no futuro, sair na rua e pegar um taxi sem medo de ser agredido pelo taxista por estar aompanhado de um companheiro do mesmo sexo. Seria pedir muito? Poder sair na rua sem medo de represálias gratuitas? 


Eliza Schinner, musicista e publicitária. Foi a agredida na madrugada do dia 8 de maio por um taxista pelo simples fato de ter beijado sua namorada no banco de trás do táxi. Ela perdeu cerca de 70% da audição devido a agreção. Imagem deste site: http://oblogentrenos.blogspot.com

 


"Essa justiça desafinada
É tão humana e tão errada
Nós assistimos televisão também
Qual é a diferença?
"
(Baader-meinhof Blues - Lergião Urbana)


Obrigado, Governador Sérgio Cabral, por pensar no dinheiro que os turistas vão trazer ao Rio na gente



















E como pode, além de tudo, isso tudo ainda ter o apoio do governo federal. Que eu saiba, por mais que uma decisão não seja vontade da maioria, basta que ela defenda os direitos de uma "minoria" para ser legítima em uma democracia. Mas então, a gente vive numa democracia, né? Eu fui obrigado a votar votei no ano passado, eleição assim só tem em democracia, né? A pessoa vota, ou serve ao exército, por livre e espontânea pressão vontade, né? E onde estão os nosso direitos mínimos? Cadê a NOSSA liberdade de espressão e afeto, cadê a NOSSA liberdade de ir e vir? É... Pelo visto a democracia brasileira, é um pouquinho diferente daquilo que aprendemos nas aulas de Sociologia, Geografia, História e Filosofia que tivemos na escola. Pois então, viva a teocracia democracia Brasileira, um exemplo de democracia, segundo o ilustrissimo presidente do mundo dos EUA, Barack Obama... Pelo menos estamos subvivos até hoje, não é verdade?

É isso aí, amigos. Desculpem o meu desabafo. Mas é que a cada dia que passa, eu fico mais decepcionado com a incapacidade que certos seres humanos tem de lidar com a mudança, e com o talento que os mesmos tem para se meter no problema (ou na "solução") dos outros. O PL122 não tem nada a ver com os ditos "cristãos", não interfere em nada na vida deles. Eles vão poder continuar falando mal da gente nas igrejas, não limita a liberdade de expressão de ninguém. A única coisa que o PL122 vai fazer é evitar certos abusos que ainda existem. Não acredito que seja a solução para a homofobia. Gays, lésbicas, bissexuais, travestis e transsexuais vão contunar morrendo independente da aprovação da lei, isso não tem como evitar. Mas e daqui pra frente? E os gays que acabaram de nascer, ou que estão por vir? Podemos (devemos) pensar em construir uma cultura menos opressora para eles, não é? Podemos garantir que eles não sejam convidados a se retirarem de um Café pelo simples fato de terem se beijado lá dentro, não é?


"Já estou cheio de me sentir vazio
Meu corpo é quente e estou sentindo frio
Todo mundo sabe e ninguém quer mais saber
Afinal, amar o próximo é tão demodé.
"
(Baader-meinhof Blues - Lergião Urbana)

Bem, gente... Acho que isso é tudo!
Que Deus os abençoe (e não o padre, ou o pastor)!

Até o próximo!

PS: Eu continuo sendo ateu, essa bênção era pra ser uma ironia... Acho que não ficou muito claro, sou péssimo com ironias... hahah

17 comentários:

Sérgio Breneditt disse...

Oi Júlio,

Falta palavras pra falar sobre isso de verdade sinto VERGONHA tb. Só posso repetir o que escrevi no meu twitter... tem momentos que tenho medo do q se faz em nome de Deus. Deveriam ter o mesmo ímpeto pra pregar o amor de dELE e ajudar os que precisam!

Grande Abraço
Sérgio

Edu disse...

Paciência, jovem padawan, paciência. Roma não foi feita em um dia e o Universo levou 6! :-) Continuemos a luta, sem nos desesperar quando a vitória não vem tão rapidamente quanto deveria.

Raphael Martins disse...

Acho que evoluímos 2 séculos em 2 anos com essas leis...
Abcs!

DPNN disse...

Sou gay e sou contra o PL122. Acho que ele vai contra a liberdade de expressão, sim, e o pior de tudo: comete o grave erro de considerar como homofobia qualquer tipo de oposição à homossexualidade.

Cocada.g disse...

Sei la cara, tudo tem dois lados. A gente sofre hoje porque as pessoas só conseguem pensar no lado em que vivem, separar pra mim nunca foi a coisa mais certa. Talvez seja a traga vantagens para um dos lados mais rapidamente mas tambem aumenta ainda mais o ódio pelo outro.
Pode parecer confuso o que estou tentando falar mas nunca fui totalmente a favor da PL122,,,
Realmente é muito triste o q acontece com os homossexuais nesse país, mas nao acho q a PL122 seja a solução! Matar, agredir, discriminar o proximo é crime e mesmo assim nao tem impedido nenhuma dessas agressões ou fatalidades contra os gays.
CAra essa geração ta fodida, quer dizer ainda é fodida... talvez educando a atual no futuro nao precisariamos nos preocupar em beijar, abraçar ou acariciar nosso parceiro em publico. É foda, mas é assim!
Desculpa se soou meio conformista, mas acho q sou bem desse jeito mesmo!

railer disse...

é, cara, muita coisa tem que mudar ainda. mas tomara que as pessoas abram os olhos e comecem a enxergar essas mudanças e que a principal mudança aconteça dentro delas.

Thiago disse...

Eu sinto vergonha alheia pelo que fazem em nome de Deus... mas enfim, deixa pra lá. O "dia do julgamento" tá chegando, de uma forma bem menos metafísica como eles imaginam.
E sou a favor da profundas reflexões sejam feita antes que coisas como o Kit Anti-homofobia e a lei PL 122 sejam efetivadas. Eles precisam ser aprimorados.
Mas fiquei decepcionado com a fala da presidenta Dilma - propaganda de opções sexuais - pois demonstra uma ignorância que não é compatível com a líder que (nós homossexuais) elegemos em 2010.
Abraços cara!

Luane Dias disse...

Eu acho que progredir , deriva do termo evoluir , acho que não se pode evoluir tecnologicamente , comercialmente , ou em todos os outros campos se antes não evoluirmos MENTALMENTE , a sociedade grita por ajuda , só que não é a maioria que precisa de socorro , é a minoria.Pois é eu sou heterosexual mas antes de qualquer coisa , acredito no respeito ao proximo , na ''livre escolha'', reconheço também que mudar o compartamento primitivo é dificil , mas é necessário esforço (MUDAR COMPORTAMENTO , ACEITAR UM NOVO PENSAMENTO , é dificil aceitar uma nova verdade, leva tempo),O problema segundo a minha opnião é que as pessoas estão abordando esse assunto de maneira errada, a apostila segundo o que eu soube , foge um pouco de seu objetivo , que seria a ''inclusão'' sem ''Pré''conceitos de homosexuais, evitando a existencia de futuros bad boy,mas não é na escola em si que isso vai mudar , QUEM EDUCA UMA CRIANÇA? os PAIS , será que é tão dificl perceber que a apostila deveria ser dada aos adultos , aos pais ,se conseguirem mudar a maneira como eles pesam , as crianças terão um pensamento bem diferente ....

o preconceito é um mal existente a séculos,Tanta coisa se degradando nesse mundo e as pessoas se limitam a não mudar os seus caminhos , conhecendo novas visões , vendo que além de uma escolha sexual existe uma pessoa normal, que quer ir e vir a qualquer lugar normalmente , agr com a minha visão primitivas , (eu acho que nem um casal hetero deve ficar se agarrando na rua , tem coisas que se faz só em casa )agridi a visão das crianças do msmo jeito .!

Espero que consiga alcançar o seu objetivo amigo ,acredito que TUDO PODE DAR CERTO !

E acredito também que se eles mudarem a abordagem do assunto , ficaria muito mais facil a aceitação da sociedade, mostrando que na ELITE SOCIAL também existem homens e mulheres homosexuais que são super respeitados pela sua colocação social e moral!

Já passou da hora de um mundo que respeito o espaço de cada um , em todos os sentindos não só em relação a opção sexual !

FOXX disse...

os atuais cristãos me assustam deveras.

Lobo disse...

Sabe o que ajuda? Não tentar entender.

Porque no fundo, tudo isso não nenhum sentido mesmo.

Beijo Júlio!

Ro Fers disse...

Isso tudo me causa medo, insegurança com relação ao futuro, porém o fato da garota agredida pelo taxista foi revoltante, afinal ela estava pagando por um serviço, cujo o maldito taxista nao tem razão nenhuma em fazer isso...
Fiquei pasmo em saber desse fato, espero que ele tenha o que merece...
Forte abraço

CIELLO disse...

Entaum.. não querendo generalizar todo mundo e tampouco ao que vou dizer... mas uma marcha de 4 milhões que acontece todo ano na Avenida Paulista e que virou uma grande micareta de mau exemplo deveria ser algo mais forte e objetivo enquanto sua função social e politizadora... contudo... continua crescendo... em carnaval... talvez tenhamos este ano uma reviravolta pois os gays estão muito acomodados e contentes nas baladas paulistanas... depois que de lá saem, em grande maioria, enfiam o rabo entre as pernas e não são capazes de se mobilizar longe da pista de danca...

como disse..eu generalizei pois sei de muitos que são bem mais conscientes e politizados!!!

mas o cenário é devastador e sua fonte é tb do império americano...

Bjo grande...

melo disse...

que dizer?

sinceramente. acho que esse assunto todo precisa mesmo de muita discussão mas está me enchendo o saco a forma como é feito...

vou virar hetero..

teleny disse...

Eu vejo aquelas manifestações do "exército da salvação" como um sinal de desespero por parte daqueles que estão perdendo. E acredito, sim, que a própria discussão já contribui para a conscientização da sociedade. Cada vez mais gente abre olhos e vê que o preconceito é desumano e anticristão. Outra coisa: aquele pessoal, tipo Malafaia, Bolsonaro, etc., não representa o cristianismo e menos ainda o próprio Deus. Pena que muitos gays - também por isso - afastam-se de sua fé.

Deus Te abençoe (sem ironia).

Nina disse...

Júlio César, amei o seu texto e, sinceramente! RR já está ausente desta vida e sua composição é atual.
Você pensa totalmente igual a mim.
Se passar lá no meu blog, verá que alguns dias atrás eu postei justamente essa música.

Parabéns!!

Abração da NINA

BruH's World disse...

Primeira que venho aqui. RS
Me sinto privilegiado por ter te encontrado.
Comentar sobre este tema, se tornou difícil nos últimos tempos para mim. Fui criado dentro da igreja, aos 13 anos ja pregava nos cultos e aos 14 anos me assumi gay. RSRS - todos acham contraditório, mas o D'us que eu acreditei e acredito nao me julgaria por isso.
Talvez aja um erro da parte dos cristãos atuais.
voce lembra ha alguns anos, quando ser evangelico era usar saia ate o pe e cabelo abaixo da cintura?
Os tempos mudaram e a igreja aceita isso "na boa"

Eu tenho esperança que eles enxerguem os homossexuais com outros olhos, e espero que este tempo seja breve.

Cara Comum disse...

Realmente assusta ver a situação atual, inclusive de alguns gays que tem umas opiniões muito estranhas.

Não acho que lei resolve tudo e não acho que o PLC122/2006 é perfeito. Mas quem conhece o projeto pode refletir se ele traz algo muito diferente do que é feito para o racismo.

E, quer queira quer não, eu percebo (e isso é uma percepção minha, não é um dado estatístico) que desde a aprovação da lei anti-racismo em 1988, parece que as pessoas ficaram mais sensíveis para o assunto e reprovam mais tais condutas.

É claro que a educação é que efetivamente promove maiores mudanças e que a educação não é só exercida pelos pais, mas pela escola, pela mídia, pela existência de leis (pois elas determinam o que será considerado condenável pela sociedade).

Mas, de qualquer forma, tem que haver leis para punir aqueles que saem da conduta considerada como aceitável pela sociedade.

Assim, acho muito nociva essa oposição fanática feita por setores religiosos que só querem perpertuar seus preconceitos, sua dominação.

Abraços!!