Procure Edições Antigas

domingo, 8 de julho de 2012

Príncipes não são Perfeitos!

"There was a time
I thought, that you did everything right
No lies, no wrong
Boy I, must've been outta my mind
So when I think of the time that I almost loved you
You showed you ass and I saw the real you"
( Best Thing I Never Had - Beyoncé)


Oi,

Desculpa estar fazendo isso por carta. Nós dois sabemos que eu não sou muito bom com argumentações orais. Não sei se conseguiria expressar tudo numa discussão oral. Pois bem, decidi fazê-lo por meio de carta.

Príncipe, nós dois sabemos o quanto eu te amo. Não tenho vergonha disso, não tenho vergonha de fazer o que você quer na hora em que você quer. Nesses últimos 8/9 meses, você foi minha principal razão de viver. Eu sei que você deve achar que eu estou exagerando, mas não estou. 

Nunca tinha duvidado do seu amor por mim, da sua lealdade. Nunca tinha duvidado, até esse final de semana de Carnaval que passamos juntos na casa do Gui. Tá, eu tenho sido mais desconfiado do que o de costume desde que você foi sozinho para São Paulo. Mas nada se compara a esse carnaval. Os fatos tomaram proporções que eu realmente não previa, ou pelo menos que eu evitava prever. Não queria acreditar que você fosse capaz de me trair, por isso resolvi não pensar nisso durante muito tempo. Só que chega uma hora que, por mais que a gente tente não ver, os fatos saltam aos nossos olhos. Eu fico pensando, “Nossa, eu não sou um namorado ruim, eu sou dedicado a ele. Minha família o adora. Eu faço de tudo para ser amigo dos amigos dele. Eu também não sou um cara feio. Também acho que meu beijo não é insuportável. Que motivos teria ele para me trair?”. 

Realmente, pensando assim, não teria porque você me trair. Além do mais, eu sempre te dei espaço para falar dos seus sentimentos, para dizer se você se sente desconfortável com algo, ou insatisfeito de alguma forma. Mas, por algum motivo, desde o início dessa carta, eu venho considerando essa possibilidade, você deve ter percebido, né? Diante disso tudo, que motivos eu teria para acreditar que você me trai? Pois bem, vamos as minhas justificativas.

Primeiro, como eu já disse, apesar de estar mais desconfiado do que de costume desde que você voltou de São Paulo, eu só comecei a ter essas desconfianças de fato nessa semana de carnaval. O motivo você bem deve saber, foi a conversa entre você e o Rapaz mais Velho que eu li (confesso, ato totalmente falho, invasão de privacidade). Você viu como eu fiquei transtornado com a situação, e não, e não acreditei que você só queria sondar a vida do rapaz para apresentar para o Gui. Eu menti, te disse que aceitava tal justificativa apenas porque, além de desgastante demais para mim, aquele assunto seria uma pedra no nosso feriado, e eu sei bem o quanto você precisava daquele momento, eu não tinha o direito de acabar com aquilo.

O fato é que esta história não saiu mais da minha cabeça. Aquilo tinha trazido à tona outras coisas que já estavam na minha cabeça antes, e que estavam tirando meu sono há alguns dias. Uma delas era simplesmente o fato de você não ter mais o mesmo interesse sexual por mim de (pouco) tempo atrás. Você passou 1 semana e meia na minha casa, e quase não demonstrou interesse por sexo. Me lembro da época em que agente brigava por causa disso, que você me cobrava. Chegou até a me questionar se eu ainda sentia tesão por você, só porque uma vez eu estava com sono e não quis fazer sexo. Pode parecer um questionamento fútil, como você sempre argumenta uma relação não é feita só de sexo. Mas dentro daquele contexto eu tinha sim fundamento, explicarei porque em seguida. 

Confesso que cometi outro ato falho: vasculhei o histórico do Google Chrome no computador do Gui. Como eu sabia que as atualizações eram suas? Você era sempre o ultimo a usar o notebook. O que eu vi no histórico? Nada de tão espantoso, confesso. Vi que você tinha visto alguns vídeos eróticos, que tinha acessado o Badoo, tinha visto algumas atualizações e perfis no facebook, além de ter acessado dois grupos: Protocolos Marvel e Clube do Urso. De fato, nada disso prova absolutamente nada, mas já é informação suficiente para montar algumas ligações.

Primeiro vamos falar dos vídeos eróticos. Você sabe muito bem que eu não estou nem aí se você gosta ou não desses vídeos. Eu mesmo gosto de assistir também, não acho que seja um problema, nem motivo de ciúme. Eu mesmo já te sugeri que visse vídeos ou contos eróticos em algum dia que eu estava cansado e você quis fazer sexo. O problema é que eu fiquei curioso, e resolvi conferi o histórico do Google Chrome do meu computador também. E descobri que você acessou contos eróticos justamente nos dias em que esteve aqui em casa e que se recusou a fazer sexo comigo, ou que não me procurou. Vou te falar mais uma vez, isso não é prova de nada, nem é motivo para eu ter ciúme. Mas isso mostra que eu tenho razão quando afirmo que o seu interesse por sexo comigo não é mais o mesmo. Qualquer ser humano se sentiria um lixo se fosse trocado por um conto erótico. Não sei o que pode estar acontecendo, mas se existe algo, eu sempre te dei liberdade para expressar o que sente. Se há um problema, ele já poderia ter sido resolvido, e caso a qualidade do nosso sexo tenha deixado a desejar para você, nós já poderíamos ter dado um jeito nisso há muito tempo. Mas esse é o menor dos problemas.

Voltando ao computador do Gui, eu vi que você tinha acessado o Badoo e um grupo chamado Clube do Urso. Seria totalmente normal, e passaria despercebido, se você não tivesse falado para mim, pouco antes desse feriado, que achava o Badoo ridículo, que era coisa de gente que queria fazer “pegação”, e que não tinha perfil nesse tipo de rede social. O mesmo vale para o Grupo de ursos, você me disse há poucos dias também que estava cansado desses grupos, que só tinha gente falsa e invejosa, e que já tinha excluído TODOS os grupos de urso, me aconselhou ainda a excluir os meus também. Esse é o tipo de mentira que parece boba, mas é potencialmente perigosa. Você poderia ter mentido por vários motivos: porque conhecia alguém que poderia estar interessado em mim, por exemplo, e queria me afastar dessas redes (pensamento de um idiota); ou na pior das hipóteses, você estava querendo liberdade para escrever coisas que eu não poderia ler, ou até mesmo marcar encontros e me trair. Como eu disse, são apenas possibilidades, se uma ou outra era verdadeira eu não tinha condições de saber no momento, nem mesmo de desconfiar.

Só que os fatos foram acontecendo e eu estava a cada dia mais inclinado a acreditar que você realmente, se não tinha me traído, tinha a intenção de me trair. O fato é que eu solicitei participação no grupo Clube do Urso, e fiz um perfil no Badoo. Assim que a solicitação do grupo foi aceita, eu dei uma olhada geral para ver do que se tratava. Era como os outros grupos, uma pessoa dando em cima da outra, um grupo para rapazes solteiros. Dei uma olhada para ver sobre algo que tinha postado, e descobri que você estava no Grupo desde antes da viagem a São Paulo, já tinha postado fotos suas e até já tinha flertado com alguns membros. Se aqueles flertes e insinuações já tinham evoluído para o encontro real, eu não tenho como saber, mas só o fato de haverem flertes já me deixou muito triste, e provou mais uma vez que você estava mentindo para mim esse tempo todo. O que deixou a situação ainda mais estranha foi eu ter sido excluído do grupo no dia seguinte, mesmo depois de ter recebido boas vindas do dono do grupo (que é seu amigo, por sinal). De fato, o que você postava naquele grupo, você não queria que eu soubesse. Além disso, a mensagem que eu te enviei pelo Badoo ainda não foi respondida, apesar de já constar como lida e de ter mais de uma visita sua ao meu perfil.

Depois disso tudo, Príncipe, muitas outras cosias vieram à tona. Coisas antigas, sabe? Por exemplo, se você mentiu sobre coisas aparentemente tão bobas, o que te impede de ter mentido caso você tenha me traído em São Paulo? Teve ainda aquele episódio lamentável, em que você deu confiança para um tal de “Garoto Atirado” no perfil do seu facebook, no dia que você foi sozinho com o Pedro para a Cliperama. E ainda teve a história do Rapaz mais Velho. Depois dessas mentiras, quem me garante que você realmente estava desenrolando o garoto para o Gui? Detalhe que o cara nem faz o tipo do Gui, ele não é sarado, só é moreno. Me sinto um idiota completo se aceitar essa história como verdadeira. Além disso, existem outras coisas, que eu não vou comentar, porque envolvem outras pessoas que eu não quero comentar aqui.

O pior disso tudo, Príncipe, não é possibilidade de você estar com outros caras, não foram os flertes na comunidade, nem encontros com pessoas alheias e desconhecidas. O pior disso tudo é a mentira. Você sempre falava, nas nossas primeiras brigas, que uma cosia que você sempre odiou é a mentira. Uma vez você travou uma discussão enorme porque eu disse que estava sem dinheiro para ir a sua casa te ajudar a arruma-la quando na verdade eu tinha o dinheiro. Você me passou um sermão de que odiava mentira, e que por menor que seja era inadmissível. Depois de tantas mentiras suas que eu descobri na internet, no mínimo você é um hipócrita. Tantas chances que eu te dei de ser sincero comigo, tantas vezes que eu te falei que a fidelidade é uma coisa relativa. Que eu não me importaria se você quisesse ficar com outros caras, contanto que nós definíssemos isso. Mas você prefere me enganar, me fazer de bobo, e pior, me expor. Me expor para os seus amigos, para a sua família, para a minha família. Você criou uma imagem minha para essas pessoas, como se eu fosse um idiota que aceita tudo o que você faz e implora por um pouco de atenção sua. A “Juju Carente” do grupo. E ainda faz com que eu pense que sou eu mesmo o responsável por essa imagem. 

Quantas vezes eu já te disse que a cumplicidade é que faz uma relação saudável? Porque será que brigamos tanto? Será que essa cumplicidade é plena entre nós? Com mentiras assim, por mais que não provem nada, não tem relação que seja plenamente baseada na cumplicidade. Eu estou sempre disposto a mudar por você, estou sempre tentando. E você? Teria coragem de mudar por mim? Você seria capaz de não mentir mais? Se você quer ter sua privacidade intocada, seus grupos de pegação, seu Badoo, marcar encontros com pessoas desconhecidas, é só você definir isso comigo. Eu concordaria, caso houvesse os mesmo direitos para mim e para você. O que não pode é você pagar de hipócrita, me enganar, e por vezes me fazer de idiota e me expor. Eu não tenho problemas com isso, não vou mais sentir ciúmes se você for sincero comigo. A única origem do meu ciúme é a falta de sinceridade, que implica diretamente na perda da confiança. Eu quero ter motivos para confiar em você, respeitar sua privacidade. Não quero ser esse ciumento doente que vasculha os sites que você visita na internet e perde noites sem dormir pensando se você pegou ou não alguém na balada. Será que você não percebe que o que acaba comigo é isso? E não tem absolutamente nada a ver com o ato em si, mas com a falta de sinceridade.

Você não sabe o quanto vai doer para mim se eu tiver que terminar essa relação por causa da fadiga de ser enganado. E olha meu amor, já estou chegando ao meu limite. Estou aqui, abrindo meu coração para você, exatamente para tentar dar mais uma chance para nós dois. Eu amo você, amo muito. Se você estiver cansado, se não é mais sua vontade ser meu namorado, por qualquer motivo que seja, pelo menos considere o quanto eu te amo e o quanto eu me dedico a você, e termine logo com isso, pelo menos para me dar a chance de encontrar algum cara que realmente queira investir numa relação comigo. Agora, se você não quer se separar de mim, se você deseja dar mais uma chance para nós, por favor, seja sincero, explane o que há de errado para tentarmos melhorar juntos, porque é evidente que há algo errado. Por favor, não minta mais. Se você quer participar de um grupo, porque que você tem que me dizer que não quer? É só falar a verdade, eu vou saber respeitar sua vontade se você também respeitar a minha. Respeite-me enquanto homem, enquanto seu homem. Não me exponha, não me faça de bobo. É só isso que a gente precisa para ser feliz. Só quero que você enxergue isso.

Essa foi a última carta que escrevi para o meu ex-namorado, na véspera do nosso término. Aconselhado pelo meu amigo Sandro, resolvi postá-la. Felizmente, lendo ela novamente e vendo como estou hoje, fico feliz em perceber o quanto eu evolui como ser humano. Cheguei até a sentir vergonha desta carta, mas porque sentir vergonha? As melhores coisas que aprendemos na vida são com os nossos erros...
"I wanted you bad
I'm so through with it
Cuz honestly you turned out to be the best thing I never had
You turned out to be the best thing I never had
And I'm gon' always be the best thing you never had
I bet it sucks to be you right now"
 Best Thing I Never Had - Beyoncé)




É isso por hoje, meus amores...
Um grande Beijo... Até o próximo! ;)

10 comentários:

Sandro Katt disse...

Nossa Amigo,

Quando você me falou que era uma carta forte não imaginei o quanto... Confesso que suas linhas tem a angustia de alguém tentando salvar um relacionamento isso é muito nitido.
Quantas verdades...
Quanta dor...
Imagino que deva ter sido difícil escrever está carta, mas o proposito maior você alcançou que é a superação e a ideia de postá-la realmente teve exito você viu o quanto amadureceu.

É tempo de viver em LIBERDADE!!!

SUPER DIGNO!
Bjinhos Seu LINDO!!!
Sandro

SG disse...

Vivenciei situação parecida.

É muito difícil, superar uma separação, mas chega um ponto em que ela é necessária.

Quem sabe, no futuro, haja uma convergência nova. De pontos já vistos, ou de pontos novos.

Boa sorte, Júlio.

Walmir Neto disse...

"Venha, meu coração está com pressa"...

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

Definitivamente! é tempo de viver esta tal LIBERDADE!

bjão e fica bem querido

Serginho Tavares disse...

é muito bom olhar pra trás e ver o quanto a gente mudou
adoro isto
beijos

Raphael Martins disse...

Nossa... que carta enorme. Parece a " front and back " da Rachel pro Ross em Friends...
Se ele soubesse do tamanho dessa carta, com certeza não teria traído... rs

E Dona Vanelis é stalker, ciumenta e psicótica... nunca imaginei !

Imagina quando arrumar um namorado bonito hein... vai pirar ! :D

FOXX disse...

nossa, eu fico com o serginho. é bom olhar pra trás e ver o qnto a gente mudou.

li até a ultima parte achando q não era de verdade...

Edilson Cravo disse...

Oie querido, vindo, vendo, lendo e linkando vc...rs.
Linda semana. Abraços.
Obs: Apareça no Lua qdo puder.

Cara Comum disse...

Caramba! O Serginho tem toda a razão...

Edilson Cravo disse...

Oieeee passando pra avisar de uma novidade que acredito vai agradar muitoooo.

bazarmasculino.blogspot.com - um blog novinho em folha.

Tô esperando sua visita e participação como seguidor, ok?

Abraços querido.