Procure Edições Antigas

sexta-feira, 20 de julho de 2012

Trago más notícias...

"Aquele gosto amargo do teu corpo
Ficou na minha boca por mais tempo.
De amargo, então salgado ficou doce,
Assim que o teu cheiro forte e lento
Fez casa nos meus braços e ainda leve,
Forte, cego e tenso, fez saber
Que ainda era muito e muito pouco."

(Daniel na Cova dos Leões - Legião Urbana)




Sempre tive uma relação conturbada com o fumo. Meus pais fumavam quando eu era criança. Na verdade, minha mãe fumava, e meu pai fumava demais. No meio da minha adolescência eles pararam, e colocaram na minha cabeça que cigarro era coisa de gente antiquada. Funcionou bem, até certo tempo.

Foi aos 16 anos que eu tive o primeiro contato com o cigarro. Desastroso por sinal. "Não, aquilo não era pra mim", pensava eu. Como alguém pode gostar de ter uma sensação de desconforto pulmonar durante quase 10 minutos e ainda ficar com gosto e cheiro de fumaça na boca? Eu não sabia tragar naquela época...

Depois dos 18, em meio a festas e badalações, carnavais e tudo mais que envolva tudo de errado que se deseja fazer na vida para não se arrepender de não ter feito, lá fui eu me aventurar (ou tentar) mais uma vez a cair nos braços deste êxtase... Mais uma(s) vez(es), sem muito sucesso...

Foi agora, aos 21, no auge da minha loucura de viver, que eu resolvi, por decisão própria, de experimentar as sensações provocadas pela nicotina do tabaco. Não, não foi em uma ocasião qualquer como antes seria. Não foi em uma festa, para nenhum motivo. Foi algo quase planejado. Eu e a minha mania de justificar meus impulsos com essa última frase...

O fato é que eu realmente nunca estive tão tenso quanto ultimamente... Nem aos 17 anos. De fato, naquela época minhas atitudes não implicavam diretamente no meu futuro a longo prazo, não determinavam minha vida, minha carreira ou mesmo meus sonhos mais desejados. Agora, 4 anos depois, sinto como se o cerco estivesse se fechando ao meu redor. Não sou mais um adolescente sem determinações concretas. Sou um homem, me sinto assim. Ainda posso errar, mas acertar é muito mais interessante, não é? O difícil é lidar com isso tudo assim, quase de repente...

O fato é que eu precisava fazer uma prova. Não uma prova da faculdade, mas muito mais do que isso. Uma prova que poderia mudar os rumos da minha vida para sempre. Claro, eu teria (terei) outras chances, mas como disse, acertar é muito mais interessante, principalmente quando isso te poupa seis meses ou 1 ano de vida profissional. Nunca antes fiquei tão nervoso para uma prova, nem mesmo quando fiz vestibular. 

Até que, por acaso, um amigo me ofereceu um cigarro. Me disse o que devia fazer e... Pronto, dependente... Desde o primeiro trago. Acho que a dependência psicológica vem assim para muita gente, desde o primeiro trago. O problema é que diferença entre a dependência química e a psicológica é um limiar tão tênue que na maioria das vezes não percebemos quando ultrapassamos. 

Me serviu bem, a curto prazo, não vou negar. Pode parecer desculpa, mas nunca fiz uma prova tão tranquilo, depois de uns dois ou três cigarros. Hoje? Sinto dores de cabeça, e também no bolso, naturalmente... Mas enfim, não tenho tempo para pensar no que vai me acontecer daqui pra frente, ou simplesmente não quero. Enquanto esse vício ainda me for lucrativo, é mais conveniente não pensar em nada, não é? E no mais, umas apurrinhações a menos nunca é algo ruim...

"Faço nosso o meu segredo mais sincero
E desafio o instinto dissonante.
A insegurança não me ataca quando erro
E o teu momento passa a ser o meu instante.
E o teu medo de ter medo de ter medo
Não faz da minha força confusão.
Teu corpo é meu espelho e em ti navego
E eu sei que a tua correnteza não tem direção."

(Daniel na Cova dos Leões - Legião Urbana)



Agora, com sua licença... Devo ir na padaria comprar mais um maço, porque o último cigarro eu fumei enquanto escrevia este post!

Um beijo, meus queridos....
Até!

ps: Por motivos de força maior, alguma postagem foram colocadas na "gaveta". E censura tá em cima de mim, não quero ser preso (meu Deus, que será de mim se eu for preso? E meus futuros filhos, por quem serão criados?). Mas me recuso a apagar, por mais que algumas delas não tenham mais nenhum valor pra mim. É contra a proposta desse blog apagar os posts... rs. Então, não se assustem se sentirem falta de algum príncipe (que aliás, de príncipe não tem nada) nos arquivos deste blog! ;)

14 comentários:

E ヅ disse...

Se fuma não beijo na boca. #prontofalei

Latinha disse...

Nunca me passou pela cabeça a ideia de fumar... minha mãe fumou durante muitos anos, então sempre foi algo normal para mim...

Mas eu sempre tive tanta complicação com meus pulmõezinhos que acho que isso nunca me passou pela cabeça...

Acho que o importante é saber, e ter consciência do que se faz... acho meio hipocrita essas coisas de fumo mata. Fumar, dirigir, beber, um monte de coisas mata... a questão é informação e consciência...

Agora... se fumas, então curte um café... e se curte um café, já temos algo em comum e já podemos marcar um papo! kkk

Abração!

Ma disse...

O meu foi o inverso, parei de fumar com 19 depois de uma micro overdose (fumei um maço de LA em duas horas o.o e só fumava malboro vermelho no dia a dia)

Eu recomendo não entrar nessa. Vai tomar uma valeriana, uma passiflorina que são muito mais agradáveis, hehehe

abs

Ma disse...

O meu foi o inverso, parei de fumar com 19 depois de uma micro overdose (fumei um maço de LA em duas horas o.o e só fumava malboro vermelho no dia a dia)

Eu recomendo não entrar nessa. Vai tomar uma valeriana, uma passiflorina que são muito mais agradáveis, hehehe

abs

FOXX disse...

gente? homem? com 21? eu tenho 30 e não me acho homem nenhum ainda. talvez seja esse o problema que te fez começar a fumar. vc tá se exigindo demais, querido.

Serginho Tavares disse...

pode começar a parar
ou então arruma um michê pra fazer sexo é mais vantajoso já que vai gastar com porcaria, que seja com homem!

beijos

Alguém Por Aí disse...

Também fumei nesta semana. abs

Alguém Por Aí disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cauê Santos disse...

Oi
Conheci teu blog ao acaso, enquanto pesquisava imagens de gordinhos... Hehehehe
Acabei caindo em uma postagem tua de dois anos atrás, que aparece uma escultura magrinha e outra gordinha.
Peguei a imagem, e de quebra li o post.
Daí fui lendo, e lendo, e lendo... E lendo.
E senti falta dos meus óculos ! Hehehehe
Por tudo isso que eu gosto mt dos blogs, e de tudo que eles permitem.
Me permiti ler e conhecer um pouco da tua realidade existencial, e foi bem interessante.
Gostei mesmo da tua maneira de postar, pensamento ou letra de música, texto e vídeo. Bem legal mesmo !
Bem que eu queria ser mais complexo assim nas postagens, mas normalmente sou mais simples.
E procuro tb sempre trazer mensagens e trabalhos que faço. Acho que é algo subjetivo em mim, ficar querendo ajudar as pessoas com as minhas palavras.
Depois de ler aqui, até me animei a postar mais coisas sobre mim, sobre meus pensamentos. Hehehehe
Bom, eu me passo qnd vou comentar e me esqueço escrevendo... Hehehehe
De qq forma, queria agradecer a imagem, e elogiar teu espaço.
Que dê tudo certo na tua vida. E que tu consiga aquilo que busca, ou que tente novas buscas né... :P
E como disse o primeiro comentário, quem fuma não beija na boca.. :P²
Sucesso e mta paz pra ti.
Abraço,
Cauê Santos

Raphael Martins disse...

era só o que faltava... tsc tsc tsc...

Cara Comum disse...

Fuma não, amigo! Ocupa essa boca com algo melhor... Como uma língua, por exemplo! Fikdik!

Bsvox disse...

Nunca me passou pela cabeça fumar ... nunca nem experimentei, mas a sua argumentação ta tão bem amarrada que até pensei em experimentar ... faço minhas as palavras de um comentario acima ... " talvez seja esse o problema que te fez começar a fumar"

BSvox disse...

Nunca me passou pela cabeça fumar ... nunca nem experimentei, mas a sua argumentação ta tão bem amarrada que até pensei em experimentar ... faço minhas as palavras de um comentario acima ... "ocupa sua boca com algo melhor"

Serginho Tavares disse...

voltando e sem querer azedar sua relação com o tabaco, aqui em Recife tabaco é sinônimo de buceta, então toda vez que colocar o bendito na boca pense nisso!
ah! e também dá câncer!

beijos e visita meu blog novo: excentricomercurio.blogspot.com.br