Procure Edições Antigas

domingo, 12 de dezembro de 2010

Sujeito Passional

"Sou um animal sentimental, me apego facilmente ao que desperta o meu desejo" (Sereníssima, Legião Urbana)



Eu sou do signo de Touro. Eu não entendo muito de astrologia, mas eu sei de três coisas sobre o meu signo: primeiro, quem é de Touro nasce entre Abril e Maio (se eu não soubesse, não saberia que eu era de Touro, kkk); segundo, a pedra que simboliza o sígno é o quartzo rosa (adoooro, cintilante até a morte, kkkk); e terceiro, os indivíduos de Touro são conhecidos por serem extremamente passionais. Todos sabem aquí que eu sou ateu assumido (o que mais na vida eu tenho que assumir?? kkk), não sou tão cético quanto a maioria dos ateus, mas é natural que eu seja um tantinho cético sim: não acredito em astrologia, mas gosto de reparar nas coincidencias com a vida real.

O objetivo desse blablabla todo é me justificar, com base na astrologia: Sou um cara muito passional. Eu já disse aquí, meu ego é meu ponto fraco. Quer destruir meu dia? Fale mal de mim na minha cara, ou pior, me faça elogios, faça com que eu me envolva totalmente, e depois me largue sem dar explicações. Pois é gente, acho que não escolhemos esse caminho (daí apelei para o meu signo). Não acho que isso seja uma vantagem, pelo contrário, acho isso uma merda. O meu último pseudorrelacionamento me deixou balançado por quase 1 ano, ele mexeu comigo usando o meu ego, e eu me apeguei muito a ele, depois ele sumiu e não deu mais notícias, fiquei mal no início, depois minha auto-estima foi meio que derrubada, e só há pouco tempo comecei a me olhar com mais entusiasmo (excluí o puto rapaz do msn, orkut, ou seja mais lá que outra rede social), sentia profunda raiva quando um amigo ou outro perguntava "E o Fulano? Não deu mais as caras?"

Eu me entrego muito facilmente, mergulho fundo, me apego mesmo. E as pessoas percebem isso fácil, apesar de eu ser muito reservado pessoalmente, e acabam me magoando fácil também. Outro ponto fraco meu é o sexo, eu não consigo separar as coisas, sabe? Se eu estou disposto a fazer sexo com um homem, é porque ele já me conquistou um pouquinho, e acaba me fazendo ficar ainda mais de quatro (as vezes literalmente, kkkk) quando o sexo é bom. Por esse motivo principalmente, além de outros, eu não faço sexo com qualquer um... Só com aqueles por quem eu to muito interessado, ou seja, que me levam na conversa.

Bom gente, eu sei que estou enchendo o saco de vocês com esse papinho de bicha malcomida gay carente, mas eu preciso desabafar, entendem?? Vamos lá então: há umas três semanas bateu aquela carencia sazonal (eu tenho carencia sazonal), e então, eu decidi entrar no bate-papo (tá, em 90% dos casos eu não conheço ninguém interessante nesses bate-papos, mas eu me divirto muito com as figuras que circulam por lá). Entre uma conversa e outra, eu conheci um rapaz, o Rei (vou chama-lo por um pseudônimo, para preservar sua identidade). Cara fofinho, do jeitinho que eu gosto, lindinho, gordinho, inteligente, culto, mora "perto", e faz faculdade (futuro promissor). Gostei dele, pensei várias vezes que ele fosse um fake (ele era muito dentro dos meus "padrões" de qualidade), mas não deixei de me comunicar com ele, adicionei no msn, no orkut... Até que surgiu a proposta: "Eu moro sozinho, vem aqui na minha casa pra que agente possa se conhecer pessoalmente". É claro, o Rei nem tinha segundas intenções, né? hehe. Mas eu fiquei empolgado e excitado com a proposta, que acabei aceitando. Claro, eu não sou burro, passaram muitas coisas pela minha cabeça (será que ele é um maníaco? será que ele vai me dar bolo? será que ele não é o cara da foto?), cheguei a hesitar, mas a minha excitação e curiosidade eram tamanhas que eu acabei indo ao encontro do bofe, na casa dele.

Aí é que coisa complica. Lá fui eu, mal trocamos uma ideia e ele já tinha pulado no meu espcoço e começado a me beijar. Só o fato de ele querer me beijar já foi suficiente para eu começar a me derreter, a me envolver (ai, como eu sou burro). Não demorou muito e comecaram as carícias mais ousadas, e pouco a pouco nós fomos nos conhecendo, detalhe por detalhe, e eu cada vez mais fascinado com o corpo, com as palavras, com as atitudes. Foi lindo, só o que eu digo, foi lindo, excitante, marcou na memória. E ele sempre massageando meu ego, como se já soubesse. Tudo bem, a hora correu e eu precisava voltar pra casa antes que minha mãe começasse a me ligar, marcamos de nos encontrarmos no dia seguinte (ontem), na Outside Party, uma festa LGBT que ocorre no Circo Voador (Lapa - RJ).


 
Tudo bem, fui pra casa, feliz da vida, cheio de esperança: "Alguém gosta de mim", "Alguém sente tesão por mim", "Eu quero ele, eu quero esse garoto". Já estava quase ouvindo os passarinhos cantando. Mas enfim, o dia da festa chegou, e eu na pilha para ver o gatinho de novo. Liguei pra ele, e ele nada. Quando já era quase a hora de me arrumar, ele me liga, avisando que não ia mais, porque estava muito cansado, mas que era pra eu ir, e aproveitar a festa por ele. Eu: "Poxa, que pena... Eu não vou deixar mesmo de ir na Outside por causa dele, mas queria muito que ele fosse". Tá, eu fui, e foi muito bom, nos divertimos muito, eu e o Gui, que me acompanhou a apavorou (isso você perguntam pra ele, kkkk). Voltei pra casa depois da longa e divertida noite, fui dormir e acordei já indo direto pro PC para ver se encontrava o Rei on-line. Ele estava lá, e fomos conversando, até que eu o chamei para ir ao cinema:

Rei: "Não posso, lindo. Volto para minha cidade natal para omemorar as festas ainda essa semana"
Eu: "Então eu só vou te ver de novo depois do ano novo?"
Rei: "Na verdade, nós não nos veremos por um bom tempo. Depois das festas eu viajo, vou passar as férias fora do estado e só volto no início de março"

Eu?? Fiquei destruido. Como eu sempre tenho uma visão pessimista das coisas, eu já imaginei que ele tava me dando um perdido. E estou com esse pensamento constante. Mesmo que não seja, será que ele vai ficar até março sem conhecer ninguém interessante? Será que eu vou consiguir esquecer ele até que ele volte em março? E se eu gostar de outra cara nesse meio tempo, será que ele vai mecher comigo quando voltar? Eu queria muito que o cara fosse ele, mas tenho medo de sofrer ainda mais. Nós seremos amigos, pelo menos amigos de internet, mas eu vou pensar nele por um bom tempo, afinal de contas, não é todo dia que agente acha exatamente aquilo que agente procura. Tenho esperanças? Ela é a ultima que morre, e eu ainda quero tentar algo mais sólido com o Rei. Mas eu não vou ficar três meses suspirando por ele, vou tentar abstrair, conhecer gente nova, e tentar esquecar daquela tarde inesquecível de quinta feira (9/12).

Eu sou burro, vocês podem até pensar. Mas não fui eu que escolhi ser assim. Eu sou e pronto, daria tudo para não ser tão passional, amar fácil e sofrer mais fácil ainda. Só espero poder superar essa fossa logo, seja lá de que jeito.

"And I guess that's why they call it the blues
Time on my hands could be time spent with you
Laughing like children, living like lovers
Rolling like thunder under the covers
And I guess that's why they call it the blues"
(I guess that's why they call it the blues - Elton John)

Desculpem por encher mais ainda o saco de vocês com isso. Prometo fazer posts mais animados daqui pra frente
Abraços e e beijos apaixonados a todos... Até o próximo post!

13 comentários:

FOXX disse...

ow qrido
q pena q seu Rei vai viajar...
mas vai dar tudo certo viu?

e se eu fizer seu mapa astral vc começa a acreditar em astrologia.

Gui disse...

Olha, me pergunto porque as pessoas insistem em me expor publicamente. Sério, eu sou uma pessoa ruim?

Sobre o carinha, bem, eu te falei já né? Se não, digo agora: tenha sempre várias sementinhas. Daí cultiva todas e vai colhendo os frutos. Esse negócio de se apaixonar fácil não é pra mim não.

E eu sou de Touro com ascende em Touro, o que isso diz?

wonderfulcauseiam disse...

Gente, taurino. Quem mer..maravilha! - ignore esse comentário.

Pois é Júlio Iglesias, acho que seu Rick Martin vai partir para outras bandas... E é isso que eu mais ouço falar sobre esses carinhas que a gente conhece pela internet. Pelo seu texto, não dá pra perceber se há e qual seria o motivo pra ele estar te evitando. Mas esse povo é tudo doido mesmo, não liga não. Como sabiamente disse Gui acima, tenha sempre várias sementinhas.
Eterna inveja de vocês aí no Rio, que se encontram, vão a festas, compartilham os babados... E eu aqui "forever alone" in BH City.

Abbraccio!

DMalk disse...

Aiai

morro de medo de sofrer disso...

me apaixono facil mais não sou tão fragil...

Nina disse...

Surpreendente! Amei.
Principalmente porque começou com uma frase da música "Sereníssima", da amada Legião Urbana.

Beijinhos de NINA

PS.: Tem post novo no meu blog!! Confira!!

Borboletas nos Olhos disse...

Afilhado,
eu sou passional e me apego fácil (como você já deve ter percebido pelo xodó ocm você, Gui, etc.). Isso, claro, nas amizades. No outro tipo de paixão, ai ai ai, vai uma tese pro meu coração de papel. Escreve e apaga fácil. Tenho até medo de mim.
O importante, creio (se o lance é dar conselho) é: não se feche pra vida, pros momentos, mas também não se fixe em pontos da estrada só porque a vista é bonita. A estrada é pra ser andada e tem muito paisagem especial pra gente espiar.
Claro que se eu tivesse uma receita pra isso tava rica e a gente tava na fossa mas na Riviera, né? bjs

melo disse...

nunca acrditei nos astros salvo um deles cair sobre a minha cabeça mas daí toda a raça humana vai junto, não é?
esse lance touro é assim, peixes é assado, este não combina com aquele é meio demais pra mim. não gosto quando logo de cara me perguntam qual signo e afins, já azeda a conversa de cara mas, enfim...não creio em bruzas pero....
gato, acho que você cria muita expectativa em cima de coisas que mal se delineram, se me permite deizer afinal mal nos conhecemos não?
mas, acho que seu Rei queria uma cortesã e não uma rainha, existem sim sexo pelo sexo e sexo com amor, você precisa aprender a separar os dois e não projetar as coisas antes de saber onde está pisando.
uma coisa é entrar no bate papo afim de gozar, outra é entrar lá afim de achar namorado..pode ser que o Rei acabe dando futuro? sim! claro! mas não fique preso a uma situação que, pelo que me parece, não está clara para nenhum dois ou apenas para um de voces, a corda sempre arrebenta do lado mais fraco..

sougay disse...

Também sou taurino. E não preciso dizer o quanto me identifiquei com este post.

Sou a última pessoa da Terra a dar-lhe algum conselho sobre como superar uma dor de cotovelo.

Um forte abraço!

Autor disse...

É por essas e outras que prefiro ser eu a quebrar os corações do que a ter meu coração partido. Rá!

E, se eu pudesse te dar um único conselho sendo bem sincero (merda, eu sempre sou sincero, fudeu), eu te diria: ELE NÃO ESTÁ AFIM DE VOCÊ!

Ah, adorei conhecê-lo na sexta. Foi rapidinho, mas bem divertido.

Bjos

Lobo disse...

De verdade? Sem querer cortar o barato, mas nesses casos nunca é bom depositar esperanças, ou esperar. Você nunca sabe o que se passa na cabeça das pessoas, então é melhor pensar sempre no pior e desapegar para evitar dores futuras desnecessárias.

Um beijo Júlio!

Diogo Didier disse...

AMIGO, DESCULPE NÃO COMENTAR O SEU POST, MAS PRECISO QUE VOCÊ DÊ A SUA CONTRIBUIÇÃO PARA UM POST DO MEU BLOG.

É MUUUUUUUUUUIIIIIIITO IMPORTANTE!

http://serfelizeserlivre.blogspot.com/2010/12/2010-o-ano-dos-gays-o-ano-da-homofobia.html

BJOXXXXXXXXXXXXXXX E OBRIGADO

BsVoxx disse...

Cintilante,

Não perca seu tempo. Se ele te deu o perdido, ou não, é irrelevante, você não pode ficar meses esperando alguem com quem teve um unico encontro e não fez a conexão necessária para fazer qualquer com que você se privasse de qualquer coisa ... Viva sua vida normalmente, se em março se reecontrarem você reanalisa o cenário ...
A musica da Legiao, eu selecionei depois de ler um post teu sobre o grupo.
bjs ...

Borboletas nos Olhos disse...

Não vai se inscrever pro sorteio, hein, afilhado?
http://borboletasnosolhos.blogspot.com/2010/12/presentes-ou-para-testar-sua-paciencia.html