Procure Edições Antigas

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Dos Evangélicos e Sua Intolerância

Sabe gente, uma das minhas características mais marcantes é a minha posição religiosa. Eu sou ateu, na verdade, eu era católico, mas desde que eu comecei a desenvolver capacidade de criticar e contestar o mundo, e me tornei ateu. Não foi exatamente uma escolha, foi mais um confronto lógico... Simplesmente não cabia Deus dentro de tudo em que eu acreditava. Por esse motivo até, eu smpre fui um ateu bastante tolarante, não sou o tipo de cara que contesta determinada religião sem ter um motivo concreto. Eu acredito, acima de tudo, na liberdade de pensamento, e sempre procuro ver o lado de cada um antes de criticar. 
Outra caracteristica minha é que eu não costumo associar as minhas ascendencias "religiosas" com a minha orientação sexual. Mas, é claro que quando eu resolvi aceitar que eu era homossexual, isso passou a ser no mínimo bem conveniente...
Enfim, todo esse blábláblá foi para explicar uma situação no mínimo constrangedora que aconteceu esse domingo aquí em casa. Hoje houve um almoço de familia aqui em casa, e um tio meu (que por sinal, é evangélico) veio para esse almoço. Começamos a discutir as eleições de hoje, e ele, como todo bom e adestrado evangélico, se posicionou a favor do Serra. Até aí tudo bem, o bafafá começou na hora que ele decidiu elogiar o ato tosco e invasivo louvável do titio Silas de distribuir mensagens ofensivas por aos homossexuais por toda a região metropolitana do Rio (pelo menos até onde eu sei).



Ele comentou que isso era um ato de protesto a esses anormais que querem nos fazer engolir a presença deles como se fosse a coisa mais natural do mundo. Fato, Eu fiquei tudo naquela hora: Indignado, constrangido, impotente... E o pior, eu não podia rebater. Apesar de meus pais serem totalmente liberais com relação a isso, eles ainda não sabem sobre mim, e mesmo se soubessem, acho que contestar o meu tio naquela hora poderia constrange-los ou ate dar margem para que pessoas falassem coisas toscas sobre mim deois. Enfim, eu nem consegui desfarçar a cara de desconforto... E isso me motivou a meter o malho comentar alguns pontos com quais eu não concordo sobre os evangélicos.
Gente, eu já falei no início do post, eu não ouso criticar religião nenhuma sem ter um motivo concreto, o fato é que se estou fazendo isso, é pq eu to muito puto da vida mesmo. Desde a publicação desses outdoores eu me sinto no mínimo ofendido, mesmo se eu não fosse gay eu me sentiria. Isso é um afronta não apenas aos gays, asm à liberdade em si. E eu meu tio querido ainda tem coragem de me dizer que quem está sendo desrespeitado é ele. Se um evangéligo não quer ver dois caras de beijando, que ele vire a cara, ou será que ele tem medo de cair na tentação? Eles sempre acham que são os donos da verdade, que são melhores que todos os outros, o que aliás é uma contradição, já que segundo a doutrina cristã a única entidade capaz de julgar qualquer atitude de uma pessoa é Deus. Será que eles querem ser perfeitos? Se igualar aquilo que eles próprios definem como perfeição? E ainda criticam com esse mesmo argumento os cientistas que tenta, salvar vidas humanas com manipulação genética. Outra contradição feia e que está no centro dessa discussão toda é a relação dessa ideologia tosca com o amor: como alguém pode ir para o inferno por realizar um ato de amor ao próximo (um beijo, por exemplo)? Eles não enchem a boca para dizer que q o Deus deles é o Deus do amor? Que devemos amar ao próximo? Pq eu tenhp q ir para a porra do inforno por amar ao próximo? Isso me deixa confuso e cada vez mais certo de que eu NUNCA vou engolir essas contradições... É simplesmente hipócrita, para mim pelo menos a maioria dos evangélicos é hipócrita (afinal de contas, quem nunca conheceu um evangélico enrustido? Eu conheço um monte, inclusive se vc for no banheiro da Barca Niteroi - Praça XV vc tem grandes chamces de topar com um).
Olha gente, eu não sou a favor de vandalismo, mas eu tenho que louvar um ato que alguns caras realizaram há algumas semanas acerca desses outdoores aquí em São Gonçalo. Eles jogaram tinta em alguns deles. Acho que meu tio não viu isso, mas eu gostaria muito que tivesse visto, para ele entender exatamente o que é um ato de protesto em favor da liberdade. Se alguém vir alguma foto na internet, por favor, me envie para eu postar futuramente... Não consegui nenhuma =/

Bem pessoal, acho que isso foi um desabafo, espero que vocês tenham paciencia para ler...

Um Beijo na Boca (Como um ato de amor ao Próximo)

3 comentários:

Gui disse...

Olha, compartilho com quase tudo que você falou, Ju;

Entretanto, acho que essa luta não se vence calado. Podemos ser sutis e, mesmo assim, ácidos na medida certa.

Beijos

Daniel Braga disse...

HAHah, obrigado por comentar no meu blog. Eu lembrei de você esses dias, pensei até que não me visitaria mais!
Adorei seu post... foi ótimo mesmo, belo protesto!
Até a próxima.

*DB*

Borboletas nos Olhos disse...

Olá, chegando por aqui e já metendo a colher...concordo com quase tudo (e completamente com a vontade de protestar e desabafar) mas, como o Gui, sempre fui do time que quanto mais barulho melhor. Bjs e obrigada pela visita lá no borboletas, volte (e comente) sempre que quiser