Procure Edições Antigas

terça-feira, 2 de novembro de 2010

Os Gordos Também Amam...

É gente, esse deveria ser o meu primeiro post. Acho que essa é a minha caracteristica fisica que mais interfere no meu comportamento. E isso me atormenta muito.
Sabe, quando eu resolvi aceitar minha realidade sexual, esse parecia o único problema que eu tinha no campo amoroso. Não que eu não ligasse para o fato de ser gordo antes, pelo contrário, isso sempre foi um fantasma para mim. Mas eu acreditava que isso seria um problema pequeno... Eu sempre fui um cara muito romantico, eu sempre gostei dessas histórias de que o amor vence tudo, as aparencias não importam se vc ama alguém, e etc... Mas depois de um tempo, eu vi que as coisas não são tão bonitas assim. As pessoas são muito ligadas na aparencia, na verdade, elas estão mais preocupadas em se parecer com um padrão de beleza do que de serem realmente bonitas do jeito que elas são. E eu tive que enfrentar essa realidade de cara. Eu simplesmente não me sinto seguro em uma festa, ou uma balada, por que sempre acho que nimguém vai se interessar por mim. E isso não é mentira, o preconceito contra as pessoas gordas é muito real, as pessoas fazem questão de falar isso na nossa cara. E o pior de tudo é que isso não passa de preconceito, por que existem muitas pessoas que são gordas e são bonitas, mais bonitas do que muitas pessoas magras. Ser gordo não é sinônimo de ser feio... Eu não me considero uma pessoa feia, pelo contrário, eu sou um homem bonito sim. Só que as pessoas simplesmente se recusam a ver isso, pq antes de ser bonito, eu sou gordo, e isso faz toda a diferença, principalmente entre os gays.
Eu nunca sofri preconcito por ser gay, mas já sofri muito por ser gordo.
Vocês não tem noção do quanto eu já ouvi: "Júlio, só o que falta em vc é emagrecer". Como se ser magro fosse uma condição necessária para ser bonito. Eu simplesmentre me irrito muito com esse tipo de comentário. Eu só queria ser admirado da maneira que eu sou, sem precisar mudar todos os meus hábitos para perder uns 15 ou 20 kg e agradar todos os outros. As vezes eu me pergunto, a pararencia dos gordos fere os seus olhos? Eu, pelo menos, nunca vi nada de feio nisso...
Como eu já comentei no blog de um amigo, eu ainda acredito que um dia nossa beleza possa ser vista além da capa de tecido adiposo...



Um abraço (de Urso) para todos...

6 comentários:

Daniel Braga disse...

HA, adorei! E concordo com você. O importante é se sentir bem *____*

*DB*

Gui disse...

Acho que isso é uma coisa muito relativa. Não vejo problema se você não se incomoda com isso, mas, pelo seu post - e te conheço rá - eu sei que isso te incomoda. E se incomoda, tem que ser resolvido. Ou você aceita de vez e desencana.

Eu já te provei que você atrai, sim, pessoas na balada. Falta você também querer se mostrar mais do que um gordinho bonitinho.

Beijos

Borboletas nos Olhos disse...

Oiê...que delícia seu carinho no meu blog hoje. Fiquei toda saltitante. Pleaaaassseee, volte e comente sempre. Quanto ao seu post nem sei dizer o quanto concordo com tanto do que você disse. Eu acho que felicidade não se mede em quilos. E o-d-e-i-o a frase de que eu estou acima do meu peso (se quiser leia minha indignação aqui:http://borboletasnosolhos.blogspot.com/2010/09/duas-coisas-que-detesto-e-uma-que-amo_15.html)
Recomendo demais a leitura do blog da Lola e, quem sabe, lhe agrada começar por este post: http://escrevalolaescreva.blogspot.com/2010/10/rodeio-de-gordas-o-preconceito-da-um.html
Um grande beijo

Dois Perdidos na Noite disse...

Meu caso é o contrário: eu sou magro (na verdade, tenho o peso esperado para a minha altura), mas sempre preferi os gordinhos. Entre um sarado e um gordinho, é para o gordinho que eu olharia... e, a menos que SP seja um universo paralelo, vejo que tem muita gente com esse mesmo gosto, os gordinhos fazem sucesso por aqui, viu?

Renato Mihzael disse...

Estava aqui procurando no google posts sobre isso e cara, me identifiquei MUITO com vc. parece que, não sei, o fato de ser gay não é o maior impecilho, é o fato de ser gordinho mesmo.

vi que seu post foi a dois anos atrás, imagino como será que vc está agora. :D

Anônimo disse...

Hoje o gordo é o leproso da sociedade contemporanea.Foucault dizia que quando isso ocorre de uma minoria ser excluida da sociedade só resta a criaçao de uma instituiçao.Temos a nossa que é o spa,só nao somos estranhos em terra de cego ou terra de gordo por assim dizer.Tudo que é diferente do normal as pessoas julgam com preconceito,mas aparentemente nosso problema nao é um problema para nós mas sim para as pessoas que julgam nossa aparencia fisica.