Procure Edições Antigas

sábado, 20 de novembro de 2010

O princípio do fim de uma Era...

Oi pessoal, antes de tudo, eu queria agradecer, de coração, todas as palavras de carinho e toda atenção que vocês tiveram comigo no meu ultimo post... Achei lindo!!!
Agora, vamos ao post de hoje... Bem, um dos maiores defeitos que eu tenho é a preguiça, eita coisinha danada para atrapalhar nossa vida. Desde pequeno eu sou meio preguiçoso, não para tudo, mas para coisas que, sem motivo, eu acho que não vão dar em nada. Associado a isso, eu ainda faço parte de uma geração que resolveu brigar com a leitura. Ler livros não era um hábito na minha infância, e ninguém nunca fez questão de me influenciar a te-lo(essa é a educação que recebemos no Rio de Janeiro, e olha que eu estudava em escola particular, que todo mundo diz que é melhor que escola pública). Apesar disso, eu sempre gostei de filme, televisão... Adorava uma história bem contada pela(s) vovó(s), um filme de aventura, conto de fadas, e todo tipo... Nunca tive preconceito com isso.
Esse meu interesse por filmes, aliás, não só por filmes, mas por coisas novas também, me fez aos 11 anos me interessar em assistir o filme que era a ultima moda da época: Harry Potter e a Pedra Filosofal. Não precisa nem dizer que eu me apaixonei pela história de cara, afinal, ela tinha todos os elementos que atraem uma criança de 11 anos: aventura, magia, coisas inesperadas e até um pouquinho de ação!




Nesse momento eu decidi tentar ler os livros... Pedi pra mamãe e papai de presente de dia das crianças xD... E eles me deram. A minha primeira reação quando vi os livros na minha frete foi de desafio: aos 11 anos eu nunca tinha lido um livro com mais de 50 páginas (e mesmo assim por obrigação)... Será que eu vou conseguir? Pensava eu... Minha mãe dizia: Tente pelo menos começar, se você gostou mesmo da história, você vai até o fim... Não só cheguei ao fim como virou um vício, mas um vício benéfico. Cada página era um mergulho num universo lindo e cheio de aventura, me fazia refletir sobre tudo. Acabei descobrindo com "Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban" (esse foi o primeiro que li, eu acabei invertendo a ordem, rsrs) que ler era uma experiencia magnífica.



Quando eu finalmente resolvi seguir a ordem certa dos livros, eu pude perceber uma coisa muito interessante: cada livro era muito diferente do outro. Não sei se foi por que li os livros em épocas diferentes, entrando na minha adolescencia, e essa é uma fase em que as ideias e percepções mudam do dia pra noite, mas a cada livro que lia, eu sentia que os assuntos, as situações, as reflexões provocadas eram mais complexas: era como se a história estivesse crescendo junto comigo. Aprendi muita coisa lendo Harry Potter, não só a apreciar um bom livro, mas valores muito interessantes também, como saber a valorizar as amizades, ver todos os lados de uma mesma situação, respeitar as diferenças. Era como se eu errasse e aprendesse junto com eles, a cada trapalhada que eles cometiam nas histórias... Foi um dos elementos que mais influenciou na formação da minha personalidade. Além disso, os livros me proporcionaram uma outra coisa muito importante: a fuga da realidade. Cada vez que eu lia, eu me esquecia dos problemas que eu já tinha, esquecia das pressões que eu sofria nessa fase tão difíciu, esquecia que era gordinho e que as pessoas não gostavam de mim desse jeito, esquecia até que tinha que arrumar uma namorada para agradar todo mundo. Não foi só uma grande experiêcia, foi parte da minha vida.
Lembro até hoje como foi dificiu ler o ultimo capítulo de "Harry Potter e as Relíquias da Morte". Eu tinha já tinha 17 anos (coincidencia, tá? rsrs). Foi outra época complicada na minha vida (ja comentei isso aqui). Senti algo muito estranho, foi como se naquele momento eu levasse um tapa na cara e minha consciencia gritasse "Acorda rapá, vc cresceu. Já é um homem feito"... Era o fim de uma Era na minha vida: A adolescencia. Não pude deixar de ficar triste, perdi a coisa que por muito tempo me deu forças para continuar. A partir daquele momento eu tive que seguir a vida sem a companhia dos meus fiéis amigos: Harry Rony e Hermione. Mas foi bom enquanto durou, e vou lembrar disso pra sempre!!!
Ontem foi a estreia da parte I de "Harry Potter e as Relíquias da Morte" no cinema. Minha vontade era ter ido na estreia, só para começar a despedida definitiva em grande estilo, mas os ingressos esgotaram antes mesmo de eu ficar a sabendo a data certa da estréia. Essa semana pretendo estar lá... Não perco isso por nada desse mundo!!! rsrsrs

Malfeito Feito! rsrsrsrsr
Um abraço e um beijo em todos vocês... Até o próximo post!

11 comentários:

FOXX disse...

ow meu Deus
que bonitinho!
tão fofo!

=D

sougay disse...

Ler é muito bom, né?

Ainda bem que isso vicia!

Um abração!

Daniel Braga disse...

Own.. também me marcou muito! Lembro até hoje de TUDO que aconteceu quando fui ver A Pedra Filosofal no cinema. Foi mágico. Ontem eu fui ver a primeira parte do Fim Épico. Dá um aperto no coração, viu =/

~Até a próxima, querido. Obrigad por comentar no meu blog tá?

*DB*

Borboletas nos Olhos disse...

Uia, afilhado, você é um bebê! Bom, aproveite que gostou do Harry e expanda suas pretensões literárias ;)
Meu filho em 13 anos e depois dos Harrys ele já leu toda a série do Peter Jackson (acho que é assim), a série dos vampiros (Crepúsculo) já leu o Minotauro, outros assim e, agora, está lendo um livro que comprei pra mim, o primeiro volume das Crônicas de Gelo e Fogo (excelente).
Eu sempre fui apaixonada por livros e cinema, vale a pena, viu? Beijos

Júlio César Vanelis disse...

Ahh sim Madrinha, o Harry foi o meu primeiro passo... Já faz algum tempo que eu não leio nada, mas depois de ler Harry, eu acabei lendo alguns livros da moda na época (Tipo "O Código Da Vinci"), e outros por indicação, como o Hamlet, que minha irmã indicou. Gosto muito de ler mesmo, pretendo retomar o hábito nessas férias, sem as preocupações da faculdade...

DPNN disse...

kkkkkkkk eu me sinto mais velho do que um homem das cavernas quando leio alguém dizer que tinha 11 anos quando conheceu Harry Potter...

BSvox disse...

Não conheço Harry Potter ... Sou de outro mundo?
Brinks, Vi só um filme.
Nesse quesito de magia e tals, me marcaram com 13 anos As Brumas de Avalon e Brida ...
Yo no creo en las brujas, pero que las hay, las hay ... (Eu não creio em bruxas, mas que existem, existem)
JULIO, sinceramente, quero agradecer por ter sugerido o "EscrevaLolaEscreva" salvou meu dia hoje.
Amei os beijos cintilantes ... TUTI (mi bofe) quis até saber quem era. Risos.
Bjs,

Bruno disse...

Te falar que a primeira vez que eu li Harry Potter foi quando lançou o primeiro livro.... e eu AMEI. Foi o primeiro livro graaande que eu li...
Ai fui acompanhando o protagonista com a mesma idade que eu tinha, e hoje percebo como a cada livro a escritora soube dar uma amadurecida na linguagem.
Depois parti pras Crônicas de Nárnia e agora a faculdade me coloca goela abaixo outros tantos...
Porém, como faço Letras, tenho a sorte de que a maioria dos livros que eu leio serem romanceados
:)

bjoo

Lobo disse...

Um dia terei paciência para ler Harry Potter e mais uns 300 livros que estão na fila... exceto a saga crepúsculo, que juro que tentei, mas não consegui passar da página 90 do 1 livro de tão tosco :p

Um beijo!

dogmanstar disse...

putz, se o DPNN sentiu-se como um home das cavernas, o que seria eu se digo que a primeira coisa que li foi Monteiro Lobato?
alguém ainda sabe quem foi ele e o que escreveu? e Julio Verne?
mas se todos lessem mais todos estaríamos muito melhor. ler é tudo para mim, e sempre me disseram que o bom leitor é esse mesmo que se deslida do mundo real e se liga por inteiro no mundo do livro que lê..
já me senti assim várias vezes, como se nao estivesse ali mas dentro do livro apenas e certos livros me deram uma pena tão grande de virar a última página que quase não o fiz com medo de perder tudo aquilo que ei vivi com ele.
leia sempre e muito, o maximo que puder...

Autor disse...

Ah, eu amo Harry Potter. Os livros. Não consigo NUNCA gostar de um filme baseado em livro que já li. Uma merda.

Eu sempre li muito, desde pequeno. Sei lá porque, mas sempre tive o hábito, que mantenho até hoje. E leio de tudo, de literatura pop até coisas mais sérias (mas gosto mesmo é de pop, #Fail).

E eu tb acho que os livros de HP vão crescendo, acompanhando a maturidade do protagonista. Lembro que em A Ordem da Fênix eu queria esmurrar o Harry - culpa da minha falta de paciência com adolescentes, rs.